A Igreja será arrebatada antes da Grande Tribulação?

arrebatamento

Os pré-tribulacionistas creem que a Igreja será arrebatada antes da Grande Tribulação. O principal texto bíblico que eles usam para defender tal ensino é 2 Tessalonicenses 2:1-10, que diz o seguinte:

1 Irmãos, quanto à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e ao nosso reencontro com ele, rogamos a vocês

2 que não se deixem abalar nem alarmar tão facilmente, quer por profecia, quer por palavra, quer por carta supostamente vinda de nós, como se o dia do Senhor já tivesse chegado.

3 Não deixem que ninguém os engane de modo algum. Antes daquele dia virá a apostasia e, então, será revelado o homem do pecado, o filho da perdição.

4 Este se opõe e se exalta acima de tudo o que se chama Deus ou é objeto de adoração, a ponto de se assentar no santuário de Deus, proclamando que ele mesmo é Deus.

5 Não se lembram de que quando eu ainda estava com vocês costumava lhes falar essas coisas?

6 E agora vocês sabem o que o está detendo, para que ele seja revelado no seu devido tempo.

7 A verdade é que o mistério da iniquidade já está em ação, restando apenas que seja afastado aquele que agora o detém.

8 Então será revelado o perverso, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e destruirá pela manifestação de sua vinda.

9 A vinda desse perverso é segundo a ação de Satanás, com todo o poder, com sinais e com maravilhas enganadoras.

10 Ele fará uso de todas as formas de engano da injustiça para os que estão perecendo, porquanto rejeitaram o amor à verdade que os poderia salvar.”

(2 Tessalonicenses 2:1-10, NVI)

Note que o Anticristo (homem de pecado, filho da perdição) não se manifestará até que venha a apostasia e se afaste aquele que agora o detém. Nesse texto não vamos discutir sobre quem é o Anticristo, porque já temos um artigo sobre isso; veja-o aqui: Quem é o Anticristo?. Vamos apenas analisar se esse texto realmente diz que a Igreja será arrebatada antes da Grande Tribulação.

A palavra grega (esse texto foi escrito originalmente em grego) para “apostasia” nesse texto é αποστασια (apostasia), que, de acordo com o léxico bíblico Strong, significa “separação, deserção, apostasia” (G0646). Então – argumentam os pré-tribulacionistas – a apostasia ou separação pode significar que a Igreja será separada da Terra, ou seja, arrebatada, pois é ela – segundo eles – que impede a manifestação do servo de Satanás (o Anticristo). Mas até mesmo eles reconhecem que essa teoria é pouco plausível e que Paulo deve estar falando de separação espiritual, que é a apostasia mesmo, isto é, quando um crente se separa da verdadeira fé (cf. 1 Timóteo 1:19; 4:1).

O problema com a teoria de que o Anticristo só se manifestará para dar início à Grande Tribulação depois que a Igreja for arrebatada é que em nenhum momento Paulo diz que a Igreja será arrebatada antes disso e que o Espírito será tirado da Terra. Nos versículos 1-3, ele diz que antes da vinda do Senhor e do nosso reencontro com Ele, isto é, antes de Jesus voltar para nos arrebatar, virá a apostasia, e então se manifestará o homem do pecado. Veja novamente:

1 Irmãos, quanto à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e ao nosso reencontro com ele, rogamos a vocês

2 que não se deixem abalar nem alarmar tão facilmente, quer por profecia, quer por palavra, quer por carta supostamente vinda de nós, como se o dia do Senhor já tivesse chegado.

3 Não deixem que ninguém os engane de modo algum. Antes daquele dia virá a apostasia e, então, será revelado o homem do pecado, o filho da perdição.”

Ora, se a apostasia e, por conseguinte, a manifestação do ímpio também, acontecerá ANTES da vinda do Senhor e do nosso reencontro com Ele (arrebatamento), como podem os pré-tribulacionistas usarem justamente esse texto para alegar que a apostasia é o próprio arrebatamento e que a Igreja não estará na Terra para ver o Anticristo e a Grande Tribulação? Como podem arguir que “apostasia” aqui significa arrebatamento, se Paulo diz que antes do nosso reencontro com o Senhor (isto é, antes do arrebatamento – 1 Tessalonicenses 4:13-18, em especial os versículos 16 e 17: “… o próprio Senhor descerá do céu… seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares”) virá a apostasia? Claramente, apostasia aqui não significa arrebatamento.

Portanto, a Igreja não pode ser aquele que detém o “perverso”, pois ela não será tirada da Terra para que o perverso se manifeste. Pelo contrário: O que Paulo diz é que a Igreja estará na Terra quando vier a apostasia e o homem do pecado se manifestar. A boa notícia é que o Senhor Jesus matará o Anticristo com o sopro de Sua boca e o destruirá pela manifestação de Sua vinda (v. 8).

Perceba, ainda, que, de acordo com 1 Tessalonicenses 4:13-18, o arrebatamento só acontecerá quando o Senhor voltar. E se, de acordo com 2 Tessalonicenses 2:8, Ele só matará o Anticristo quando voltar, então a Igreja ainda estará na Terra quando Jesus voltar para matar o iníquo. Isso significa que a Igreja não será arrebatada antes da Grande Tribulação.

Para mais detalhes, leia os textos:

Ira futura, grande Tribulação e arrebatamento da Igreja

Quem impede a manifestação do Anticristo: A Igreja, o Espírito Santo, Satanás ou o Arcanjo Miguel?

O Reino Milenar de Cristo, a prisão milenar de Satanás e a batalha de Gogue de Magogue (Batalha do Armagedom)

Anúncios