Islamismo versus Cristianismo

islamismo-x-cristianismo

Veja abaixo algumas diferenças entre o Islamismo e o Cristianismo:

Deus (Alá ou Allah) é Uno

“Vosso Deus e Um só. Não há mais divindade além d’Ele, o Clemente, o Misericordiosíssimo.” (Alcorão 2:163)

“Ó adeptos do Livro, não exagereis em vossa religião e não digais de Deus senão a verdade. O Messias, Jesus, filho de Maria, foi tão-somente um mensageiro de Deus e Seu Verbo, com o qual Ele agraciou Maria por intermédio do Seu Espírito. Crede, pois, em Deus e em Seus mensageiros e digais: Trindade! Abstende-vos disso, que será melhor para vós; sabei que Deus é Uno. Glorificado seja! Longe está a hipótese de ter tido um filho. A Ele pertence tudo quanto há nos céus e na terra, e Deus é mais do que suficiente Guardião.” (Alcorão 4:171)

“São blasfemos aqueles que dizem: Deus é o Messias, filho de Maria. Dize-lhes: Quem possuiria o mínimo poder para impedir que Deus, assim querendo, aniquilasse o Messias, filho de Maria, sua mãe e todos os que estão na terra? Só a Deus pertence o reino dos céus e da terra, e tudo quanto há entre ambos. Ele cria o que Lhe apraz, porque é Onipotente.” (Alcorão 5:17)

“São blasfemos aqueles que dizem: Deus é um da Trindade!, portanto não existe divindade alguma além do Deus Único. Se não desistirem de tudo quanto afirmam, um doloroso castigo açoitará os incrédulos entre eles.” (Alcorão 5:73)

“Dize: Ele é Deus, o Único!” (Alcorão 112:1)

Deus é Trino

Os textos a seguir são apenas aqueles que mencionam as três pessoas da Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo) juntas. Você pode ler mais sobre a doutrina cristã da Santíssima Trindade clicando nos links abaixo:

“Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos.” (Mateus 28:19-20)

“Naquela ocasião Jesus veio de Nazaré da Galiléia e foi batizado por João no Jordão. Assim que saiu da água, Jesus viu os céus se abrindo, e o Espírito descendo como pomba sobre ele. Então veio dos céus uma voz: ‘Tu és o meu Filho amado; em ti me agrado’.” (Marcos 1:9-11)

“A graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vocês.” (2 Coríntios 13:14)

“Pedro, apóstolo de Jesus Cristo, aos eleitos de Deus, peregrinos dispersos no Ponto, na Galácia, na Capadócia, na província da Ásia e na Bitínia, escolhidos de acordo com a pré-conhecimento de Deus Pai, pela obra santificadora do Espírito, para a obediência a Jesus Cristo e a aspersão do seu sangue: Graça e paz lhes sejam multiplicadas.” (1 Pedro 1:1-2)


Deus é mentiroso

“Porém, (os judeus) conspiraram (contra Jesus); e Deus, por Sua parte, planejou, porque é o melhor dos planejadores.” (Alcorão 3:54)

“Recorda-te (ó Mensageiro) de quando os incrédulos confabularam contra ti, para aprisionar-te, ou matar-te, ou expulsar-te. Confabularam entre si, mas Deus desbaratou-lhes os planos, porque é o mais duro dos desbaratadores.” (Alcorão 8:30)

Esta é a versão do Alcorão em português, que como de costume, “maquia” a tradução para ocultar os horrores do livro “sagrado”. Mas a palavra árabe usada nesses versículos para o planejar e desbaratar (ou tramar) é makara, que significa literalmente “enganar”, ou “mentir”.

Deus não mente

A Bíblia diz que “Deus não é homem para que minta” (Números 23:19), “Deus não mente” (Tito 1:2) e “é impossível que Deus minta” (Hebreus 6:18); Paulo aconselhou os irmãos  a não mentirem: “Portanto, cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo corpo” (Efésios 4:25). Jesus disse que o diabo é “pai da mentira” (João 8:44); todos aqueles que mentem são filhos do diabo.


Muçulmanos podem mentir (Taqiyya)

“Que os fiéis não tomem por confidentes os incrédulos, em detrimento de outros fiéis. Aqueles que assim procedem, de maneira alguma terão o auxílio de Deus, salvo se for para vos precaverdes e vos resguardardes. Deus vos exorta a d’Ele vos lembrardes, porque para Ele será o retorno.” (Alcorão 3:28)

Esse versículo permite aos muçulmanos tomar judeus e cristãos por confidentes se tiverem interesses, isto é, se isso for vantajoso para eles.

“Aquele que renegar Deus, depois de ter crido – salvo quem houver sido obrigado a isso e cujo coração se mantenha firme na fé – e aquele que abre seu coração à incredulidade, esses serão abominados por Deus e sofrerão um severo castigo.” (Alcorão 16:106)

Esse versículo permite que os muçulmanos finjam que deixaram a fé islâmica por interesses.

Cristãos não podem mentir

“Portanto, cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo corpo.” (Efésios 4:25)


Deus manda julgar pelas aparências

“Julgamos as pessoas pelo aparente, e deixamos os seus segredos entre elas e Allah.” (Sahih Burrári, nº 2498)

Deus proíbe julgar pelas aparências

“Não julguem apenas pela aparência, mas façam julgamentos justos.” (João 7:24)


Deus ordena a vingança

“Contudo, aqueles que se vingarem, quando houverem sido vituperados, não serão incriminados.” (Alcorão 42:41)

Deus proíbe a vingança

“Mas eu lhes digo: Não resistam ao perverso. Se alguém o ferir na face direita, ofereça-lhe também a outra.” (Mateus 5:39)

“Amados, nunca procurem vingar-se, mas deixem com Deus a ira, pois está escrito: ‘Minha é a vingança; eu retribuirei’, diz o Senhor.” (Romanos 12:19)


Deus manda odiar e matar os inimigos

“Matai-os onde quer que os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a perseguição é mais grave do que o homicídio. Não os combatais nas cercanias da Mesquita Sagrada, a menos que vos ataquem. Mas, se ali vos combaterem, matai-os. Tal será o castigo dos incrédulos.” (Alcorão 2:191)

“O castigo, para aqueles que lutam contra Deus e contra o Seu Mensageiro e semeiam a corrupção na terra, é que sejam mortos, ou crucificados, ou lhes seja decepada a mão e o pé opostos, ou banidos. Tal será, para eles, um aviltamento nesse mundo e, no outro, sofrerão um severo castigo.” (Alcorão 5:33)

“Ó Profeta, combate os incrédulos e os hipócritas, e sê implacável para com eles! O inferno será sua morada. Que funesto destino!” (Alcorão 9:73)

Deus manda amar e perdoar os inimigos

“Mas eu lhes digo: Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem” (Mateus 5:44).

Não vamos transcrever Mateus 18:21-35 porque o texto é longo, mas você pode lê-lo na Bíblia online clicando AQUI.

“O meu mandamento é este: amem-se uns aos outros como eu os amei.” (João 15:12)

“Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo.” (Efésios 4:32)


Deus manda o marido bater na esposa

“Então aquelas [esposas] de quem temeis a desobediência, exortai-as, pois, e abandonai-as no leito, e batei-lhes.” (Alcorão 4:34)

Deus manda o marido amar e respeitar a esposa

“Maridos, amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo por ela” (Efésios 5:25).

“Da mesma forma, os maridos devem amar as suas mulheres como a seus próprios corpos. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo.” (Efésios 5:28)

“Maridos, amem suas mulheres e não as tratem com amargura.” (Colossenses 3:19)

“Do mesmo modo vocês, maridos, sejam sábios no convívio com suas mulheres e tratem-nas com honra, como parte mais frágil e co-herdeiras do dom da graça da vida, de forma que não sejam interrompidas as suas orações.” (1 Pedro 3:7)


Deus não ama os descrentes

“Allah só ama aqueles que obedecem Maomé: “Diga: ‘Obedeça a Deus e Seu Mensageiro’. Mas, se se recusarem, Allah não ama os incrédulos.” (Alcorão 3:32)

“Em vez de um deus que ama o pecador, mesmo odiando o pecado, a ira de Deus é colocada diretamente sobre o indivíduo: “Certamente Deus não ama qualquer um que é infiel, ingrato.” (Alcorão 22:38)

“Ele [Alá] não ama os incrédulos” (Alcorão 30:45)

Deus ama os descrentes

“Teria eu algum prazer na morte do ímpio?, palavra do Soberano Senhor. Pelo contrário, acaso não me agrada vê-lo desviar-se dos seus caminhos e viver?” (Ezequiel 18:23)

“Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16)

“De fato, no devido tempo, quando ainda éramos fracos, Cristo morreu pelos ímpios. Dificilmente haverá alguém que morra por um justo; pelo homem bom talvez alguém tenha coragem de morrer. Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores.” (Romanos 5:6-8)

“[Deus] deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade.” (1 Timóteo 2:4)

“O Senhor não demora em cumprir a sua promessa, como julgam alguns. Pelo contrário, ele é paciente com vocês, não querendo que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento.” (2 Pedro 3:9)


Jesus não é o Filho de Deus nem morreu na cruz pelos pecados da humanidade

“E por dizerem: Matamos o Messias, Jesus, filho de Maria, o Mensageiro de Deus, embora não sendo, na realidade, certo que o mataram, nem o crucificaram, senão que isso lhes foi simulado. E aqueles que discordam, quanto a isso, estão na dúvida, porque não possuem conhecimento algum, abstraindo-se tão-somente em conjecturas; porém, o fato é que não o mataram.” (Alcorão 4:157)

“Ó adeptos do Livro, não exagereis em vossa religião e não digais de Deus senão a verdade. O Messias, Jesus, filho de Maria, foi tão-somente um mensageiro de Deus e Seu Verbo, com o qual Ele agraciou Maria por intermédio do Seu Espírito. Crede, pois, em Deus e em Seus mensageiros e digais: Trindade! Abstende-vos disso, que será melhor para vós; sabei que Deus é Uno. Glorificado seja! Longe está a hipótese de ter tido um filho. A Ele pertence tudo quanto há nos céus e na terra, e Deus é mais do que suficiente Guardião.” (Alcorão 4:171)

Jesus é o Filho de Deus e morreu na cruz pelos pecados da humanidade

Mateus 27:27-60 afirma isso claramente, mas não vamos transcrever o texto aqui porque é longo; você pode lê-lo na Bíblia online clicando AQUI.

“Pois o que primeiramente lhes transmiti foi o que recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras, foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras” 1 Coríntios 15:3-4).

“Ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos pecados de todo o mundo.” (1 João 2:2)


Quem crer que Jesus é o Senhor (ou seja, que Jesus é Deus) irá para o inferno

“São blasfemos aqueles que dizem: Deus é o Messias, filho de Maria, ainda quando o mesmo Messias disse: Ó israelitas, adorai a Deus, Que é meu Senhor e vosso. A quem atribuir parceiros a Deus, ser-lhe-á vedada a entrada no Paraíso e sua morada será o fogo infernal! Os iníquos jamais terão socorredores.” (Alcorão 5:72)

Quem crer que Jesus é o Senhor (ou seja, que Jesus é Deus) será salvo

“Eu lhes disse que vocês morrerão em seus pecados. Se vocês não crerem que Eu Sou, de fato morrerão em seus pecados.” (João 8:24; compare com Êxodo 3:14, Deus é o “Eu Sou”)

“Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo.” (Romanos 10:9)


Salvação por obras

“Se fizerdes caridade abertamente, quão louvável será! Porém, se a fizerdes, dando aos pobres dissimuladamente, será preferível para vós, e isso vos absolverá de alguns dos vossos pecados, porque Deus está inteirado de tudo quanto fazeis.” (Alcorão 2:217)

“Deus prometeu aos fiéis que praticam o bem uma indulgência e uma magnífica recompensa.” (Alcorão 5:9)

“Quanto aos fiéis, que praticam o bem – jamais impomos a alguém uma carga superior às suas forças -, saibam que serão os diletos do Paraíso, onde morarão eternamente.” (Alcorão 7:42)

‘Quanto aos perseverantes, que praticam o bem, obterão indulgência e uma grande recompensa.” (Alcorão 11:11)

“Os fiéis que praticam o bem e se humilham ante seu Senhor serão os diletos do Paraíso, onde morarão eternamente.” (Alcorão 11:23)

“E observa a oração em ambas as extremidades do dia e em certas horas da noite, porque as boas ações anulam as más. Nisto há mensagem para os que recordam.” (Alcorão 11:114)

“Outrossim, quanto aos fiéis, que praticam o bem e creem no que foi revelado a Mohammad – esta é a verdade do seu Senhor – Deus absolverá as suas faltas e lhes melhorará as condições.” (Alcorão 47:2)

Salvação pela graça por meio da fé

“Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie.” (Efésios 2:8-9)


Conversão forçada

“E combatei-os até terminar a perseguição e prevalecer a religião de Deus. Porém, se desistirem, não haverá mais hostilidades, senão contra os iníquos.” (Alcorão 2:193)

“Combatei-os até terminar a intriga, e prevalecer totalmente a religião de Deus. Porém, se se retratarem, saibam que Deus bem vê tudo o quanto fazem.” (Alcorão 8:39)

Os muçulmanos devem combater, isto é, guerrear contra os infiéis (ou seja, aqueles que não são muçulmanos) e matar os que se negarem a se converter. Mas os que se converterem por medo da morte devem ser poupados. Logo, isso é conversão forçada.

Convite à conversão

Mateus 22:1-14 deixa isso muitíssimo claro, mas não vamos transcrever o texto aqui porque é longo; você pode lê-lo na Bíblia online clicando AQUI.

“Depois que João foi preso, Jesus foi para a Galiléia, proclamando as boas novas de Deus. ‘O tempo é chegado’, dizia ele. ‘O Reino de Deus está próximo. Arrependam-se e creiam nas boas novas!’” (Marcos 1:14-15)

“E disse-lhes: “Vão pelo mundo todo e preguem o evangelho a todas as pessoas. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.” (Marcos 16:15-16)

“Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo.” (Apocalipse 3:20)


Mesquitas são casas de Deus

“Sabei que as mesquitas são (casas) de Deus; não invoqueis, pois, ninguém, juntamente com Deus.” (Alcorão 71:18)

Deus não habita em santuários feitos por homens

“O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há é o Senhor do céu e da terra, e não habita em santuários feitos por mãos humanas.” (Atos 17:24)

Ele habita em Seus filhos (1 Coríntios 3:16-17)


Conclusão

O deus do Islamismo definitivamente não é o mesmo Deus do Cristianismo. Islamismo e Cristianismo são duas religiões muito diferentes.