Maomé vestia roupas de mulher

8f941-profeta-maome

A autêntica literatura da hadith afirma sem vergonha que Maomé usou as roupas de sua esposa Aisha (que, diga-se de passagem, era uma criança). Vejamos:

De Mishkat Al Masabih, Volume II.

Livro XXVI- Fitan.

Capítulo XXXVIII, “As Excelentes Qualidades das Esposas do Profeta”.

“Ela disse que as pessoas costumavam escolher: Era o dia de Aisha trazer os seus presentes, procurando agradar o mensageiro de Deus. Ela disse que as esposas do mensageiro de Deus estavam em dois partidos, um incluindo Aisha, Hafsa, Safiyya, e Sawdah, ​​e o outro, incluindo Umm Salamah e o resto das esposas do mensageiro de Deus. O grupo de Umm Salamah falou com ela, pedindo-lhe que o mensageiro de Allah dissesse ao povo: ‘Se alguém quiser dar um presente ao mensageiro de Allah, que o apresente a ele onde quer que ele esteja’. Ela o fez e ele respondeu: ‘Não me aborreça em relação a Aisha, pois a inspiração não veio para mim quando eu estava em qualquer roupa de mulher, mas de Aisha’. Então eles chamaram Fátima, mandaram-na para o mensageiro de Allah, e ela falou com ele, mas ele respondeu: ‘Você não gosta do que eu gosto, menina?’ Ela disse: ‘Certamente’; ele disse: ‘Então ame esta mulher.’” (Bukhari e Muslim)  (Tradução em inglês com notas explicativas do Dr. James Robson, Editores, Livrarias e Exportadores de Sh. Muhammad Ahsraf, Lahore-Paquistão, Reprint 1990, p. 1361)


Da Coleção Sahih de al-Bukhari, Hadith Número 2442.

Capítulo 54. O Livro dos Dons e Sua Excelência, VII: Aquele que deu um presente a seu amigo apontando para um momento em que ele estava com uma de suas esposas, em vez de outra.

“É relatado a partir de Aisha que as esposas do mensageiro de Allah estavam em duas partes. Uma das partes continha Aisha, Hafsa, Safiyya e Sawdah, e a outra parte continha Umm Salamah e o resto das esposas do mensageiro de Allah. Os muçulmanos sabiam do amor do mensageiro de Allah por Aisha. Então, quando qualquer um deles tinha um presente que queria dar ao mensageiro de Deus, iria adiar [a entrega do presente] até que o mensageiro de Deus estivesse na casa de Aisha. Então a pessoa com o presente o enviaria para o mensageiro de Allah enquanto ele estivesse na casa de Aisha. A parte de Umm Salamah falou sobre isso e disse-lhe: ‘Diga ao mensageiro de Allah para falar ao povo e dizer: Quem quiser dar um presente ao mensageiro de Allah deve dar a ele na casa de qualquer esposa na qual ele estiver’. Umm Salamah falou com ele sobre o que tinham dito, mas ele não disse nada. Eles perguntaram a ela e ela disse: ‘Ele não me disse nada’. Eles lhe disseram: ‘Fale com ele’. Ela disse que falou com ele quando ele foi para ela também, mas ele não lhe disse nada. Elas perguntaram a ela e ela disse: ‘Ele não me disse nada’. Eles lhe disseram: ‘Fale com ele até que ele fale com você’. Ele foi até ela e ela falou com ele. Ele lhe disse: ‘Não me faça mal em relação a Aisha. A revelação não vem a mim quando estou no vestuário de qualquer mulher, exceto Aisha’. Ela disse: ‘Eu me arrependo diante de Allah por injuriar você, Mensageiro de Allah’. Então chamaram Fátima, a filha do mensageiro de Allah, e enviaram-na ao mensageiro de Allah para dizer: ‘As suas esposas lhe pedem, por Allah, a justiça em relação à filha de Abu Bakr [Aisha]’. Ela falou com ele e disse: ‘Ó minha filha, você não ama o que eu amo?’ Ela disse: ‘Sim, de fato’. Ela voltou para elas e as informou. Elas disseram: ‘Volte para ele’, mas ela se recusou a voltar. Elas enviaram Zaynab bint Jahsh e ela foi até ele e falou asperamente, dizendo: ‘As suas esposas lhe pedem, por Allah, a justiça em relação à filha de ibn Abi Quhafa’. Ela levantou a voz até que se virou para Aisha, que estava sentada, e abusou dela até que o mensageiro de Allha olhou para Aisha para ver se ela iria falar. Aisha falou para responder Zaynab até que ela a silenciou. Ela disse: ‘O profeta olhou para Aisha e disse: Ela é de fato a filha de Abu Bakr’”. (Aisha Bewley: http://bewley.virtualave.net/bukhari20.html#gifts)


De Sahih al-Bukhari, Hadith Número 2393.

Título do Volume: “Graça e suas virtudes.”

Título do capítulo: “O que foi concedido aos Companheiros e às Esposas”.

“Narrado por Ismail, narrado por seu irmão, narrado por Sulaiman, narrado por Hisham ibn Urwah, narrado por seu pai, narrado por Aisha que relatou que as esposas do profeta foram divididas em dois grupos. Um grupo consistia de Aisha, Hafsa, Safiyya e Sawdah, enquanto o outro grupo consistia de Umm Salamah e o resto das mulheres que pertenciam ao profeta. Os muçulmanos haviam aprendido do grande amor que o profeta tinha por Aisha, de modo que se um deles tivesse um presente que desejasse dar ao profeta, ele demoraria a dá-lo até que o profeta chegasse à casa de Aisha.

Então, o grupo que tomou da parte de Umm Salamah veio a Umm Salamah e pediu-lhe para dizer ao profeta que ele deveria ordenar ao povo que se algum deles tinha um presente para dar ao profeta, deveria dá-lo em qualquer casa das esposas do profeta onde ele estivesse no momento.

Então Umm Salamah foi e falou com o profeta, mas ele não respondeu a ela. Quando o grupo lhe perguntou o que o profeta disse, informou-lhes que ele não respondeu. Então eles pediram a ela para ir falar com ele de novo até ele responder… Então o profeta disse a ela, ‘Não me machuque com Aisha, porque a inspiração não veio em cima de mim quando eu estava dentro de (taxa) UMA ROUPA DE MULHER (Thawb), EXCETO AQUELA DE AISHA.’”

Fonte: ttp://hadith.al-islam.com/Display/Display.asp?hnum=2393&doc=0


De Sahih al-Bukhari, Hadith Número 3941.

Título do Volume: “O Livro das Virtudes”.

Título do capítulo: “As Virtudes de Aisha.”

“Narrado por Abdullah ibn Abdel Wahab, narrado por Hamad, narrado por Hisham, narrado por seu pai que relatou que o povo apresentaria seus presentes (ao profeta), quando ele estivesse na casa de Aisha. Os companheiros de Umm Salamah disseram: ‘Ó Umm Salamah! Por Allah, o povo espera para dar seus presentes até que seja o dia de Aisha e nós desejamos as coisas boas como Aisha. Portanto, peça ao profeta que ordene ao povo que lhe dê seus presentes em qualquer casa de suas esposas em que ele possa estar’.

Umm Salamah mencionou isso ao profeta, mas ele não respondeu a ela. Ela repetiu uma segunda vez, mas ele ainda não respondeu a ela, mas na terceira vez ele disse: ‘Ó Umm Salamah! Não me machuque com Aisha; Porque, por Allah, a inspiração não desceu sobre mim enquanto estava NAS COBERTURAS de qualquer de vós (mulheres), exceto Aisha’”.

Fonte: http://hadith.al-islam.com/Display/Display.asp?Doc=0&Rec=5672


Da tradução inglesa da coleção Sahih do Imam Muslim, Livro 031, Número 5984:

O Livro relativo aos méritos dos Companheiros do Santo Profeta (Kitab Al-Fada’il Al-Sahabah)

“Aisha, a esposa do Apóstolo de Allah, disse: ‘As esposas do Apóstolo de Allah enviaram Fátima, a filha do Mensageiro de Allah, ao Apóstolo de Allah. Ela pediu permissão para entrar visto que ele estava deitado comigo EM MEU MANTO… As esposas do Apóstolo de Allah então enviaram Zainab b. Jahsh, a esposa do Apóstolo de Allah… Ela, entretanto, perdeu o temperamento, mas logo ficou calma. O Mensageiro de Allah permitiu-lhe entrar como ela (Aisha) estava junto com o Mensageiro de Allah EM SUA MANTA, no mesmo estado quando Fátima tinha entrado…” (Fonte: http://www.usc.edu/dept/MSA/fundamentals/hadithsunnah/muslim/031.smt.html#031.59)


Da coleção Sahih do Imam Muslim, Hadith Número 4472.

Título do Volume: “Das Virtudes dos Companheiros”.

Título do capítulo: “Das Virtudes de Aisha.”

“Narrado por al-Hassan ibn Ali al-Hilwani, narrado por Abu Bakr ibn Nadir, narrado por Abd ibn Hamid, narrado por Yakun ibn Ibrahim ibn Sa’d Ibn, narrado por seu pai, narrado por Salih ibn Shihab, narrado por Muhammad ibn Abdel Rahman ibn Harith ibn Hisham que relatou que Aisha, a esposa do profeta, disse:

‘As esposas do profeta enviaram-lhe Fátima, a filha do profeta, e ela pediu permissão para entrar enquanto ele estava deitado na minha cama (vestido) EM MEU ROBE (Mirt). Ele lhe deu permissão para entrar e ela lhe disse que suas esposas a haviam enviado a ele buscando justiça a respeito da filha de Abu Kahafa (Aisha). Disse-lhe o profeta: ‘Ó filha, não amas o que amo?’ Ela respondeu: ‘Sim! Eu amo’. Então ele disse: ‘Ama-a também’. Então, Fátima se levantou quando ouviu isso do profeta e voltou para as mulheres do profeta.

Então as esposas enviaram ao profeta Zaynab Bint Jahsh… Que pediu permissão do profeta para entrar enquanto ele estava com Aisha em (taxa) SEU ROBE (Mirt) e no mesmo estado em que Fátima o encontrou.”

Fonte: http://hadith.al-islam.com/Display/Display.asp?hnum=4472&doc=1


Mas talvez alguém queira objetar que Maomé não estava vestindo as roupas de Aisha, mas simplesmente se cobrindo com algum cobertor dela. Mas isso  é absolutamente inviável, visto que as palavras árabes Thawb significa roupa e Mirt significa roupa de mulher. Vejamos algumas fontes muçulmanas que comprovam isso:

A forma plural de thawb aparece nos seguintes textos do Alcorão sempre significando roupa:

“Não é, acaso, certo que eles dissimulam quanto ao que há em seus corações para se ocultarem d’Ele? Que saibam que mesmo quando se ocultam debaixo de suas roupas [thiyabahum], Ele conhece o que ocultam e o que manifestam, porque Ele é Conhecedor das intimidades dos corações.” (Surá 11:5)

“Obterão os jardins do Éden, abaixo dos quais correm os rios, onde usarão braceletes de ouro, vestirão roupas [thahabin] verdes de tafetá e brocado, e repousarão sobre tronos elevados. Que ótima recompensa e que feliz repouso!” (Surá 18:31)

“Existem dois antagonistas (crédulos e incrédulos), que disputam acerca do seu Senhor. Quanto aos incrédulos, serão cobertos com vestimentas [thiyabun] de fogo e lhes será derramada, sobre as cabeças, água fervente, a qual derreterá tudo quanto há em suas entranhas, além da totalidade de suas peles.” (Surá 22:19-20)

“Ó fiéis, que vossos criados e aqueles que ainda não alcançaram a puberdade vos peçam permissão (para vos abordar), em três ocasiões: antes da oração da alvorada; quando tirardes as vestes [thiyabakum] para a sesta; e depois da oração da noite – três ocasiões de vossa intimidade. Fora disto, não sereis, nem vós, nem eles recriminados, se vos visitardes mutuamente. Assim Deus vos elucida os versículos, porque é Sapiente, Prudentíssimo… Quanto às idosas que não aspirarem ao matrimônio, não serão recriminadas por se despojarem das suas vestimentas [thiyabahunna] exteriores, não devendo, contudo exporem os seus atrativos. Porém, se se abstiverem disso, será melhor para elas. Sabei que Deus é Oniouvinte, Sapientíssimo.” (Surá 24:58 e 60)

“E cada vez que os convocava ao arrependimento, para que Tu os perdoasses, tapavam os ouvidos com os dedos e se envolviam com as suas vestimentas [thiyabahum], obstinando-se no erro e ensoberbecendo-se grotescamente.” (Surá 71:7)

“E purifica as tuas vestimentas [thiyabaka]!” (Surá 74:4)

“Sobre eles haverá vestimentas [thiyabu] verdes, de tafetá e de brocado, estarão enfeitados com braceletes de prata e o seu Senhor lhes saciará a sede com uma bebida pura!” (Surá 76:21)

Em todos esses exemplos acima, Thawb refere-se claramente a vestir-se com alguma coisa, quer se trate de roupas reais que usam ou vestindo algo em um sentido metafórico, como ser vestido no fogo. 

Além disso, de acordo com Al-Mu’jam Al-Waseet (The Intercessory Dictionary, segunda edição, 1972, parte 2, p. 864), a palavra Mirt significa roupa de mulher:

“(Mirt) –  um vestido de lã ou algodão que é usado como um Izar ou uma capa por uma mulher.”

Sahih Muslim por Al-Nawawi explica em sua declaração “vestindo sua roupa (mirt)”: “É pronunciado como ‘mirt’ com uma marca diacrítica debaixo do ‘m’. É um manto feito de lã. Al-Khalil disse que é um robe feito de lã ou algodão ou semelhante. Ibn al-A’raby e Abu Zaid disseram que é uma tanga, um envoltório de cintura (izar).” (Fonte: http://hadith.al-islam.com/Display/Display.asp?hnum=4415&doc=1)

Essas declarações de autoridades muçulmanas não apenas admitem que thawb e mirt realmente se referem a roupas femininas mas também reconhecem que o uso dessas mesmas palavras nos versículos corânicos citados acima provam definitivamente que Maomé estava de fato vestindo roupas femininas de sua esposa Aisha.

Segundo o Alcorão, Maomé é o exemplo para os muçulmanos seguirem (Surá 33:21). Sendo assim, uma vez que Maomé vestiu roupas de mulher, então eles deveriam vestir também?

transislam

A Bíblia Sagrada condena que o homem se vista como uma mulher e vice-versa. A Santa Palavra de Deus diz que isso é abominação ao Senhor:

“Não haverá traje de homem na mulher, e nem vestirá o homem roupa de mulher; porque, qualquer que faz isto, abominação é ao Senhor teu Deus.” (Deuteronômio 22:5, ACF)