Contradição no Alcorão: Allah é Uno? O que o Alcorão realmente ensina?

alcorao

O Alcorão possui muitas contradições – razão pela qual não pode ser a Palavra do Deus Verdadeiro. Uma das mais terríveis contradições deste livro diz respeito ao próprio conceito de divindade. Enquanto muitos versículos dizem claramente que Allah é um (2:163; 4:17, 73, 171; 112:1-4; etc.), outros parecem indicar que na verdade ele é um ser composto por mais de uma pessoa (50:38, 43, 45, etc.). Seria isso uma trindade? Os muçulmanos consideram a Trindade Cristã uma blasfêmia (4:171). Dizer que Allah não é Uno seria inaceitável para um muçulmano! Mas, então, como lidar com os versículos que falam de Allah no plural?

Versículos que falam de Allah na plural:

Criamos [plural. Allah e mais quem?] os céus e a terra e, quanto existe entre ambos, em seis dias, e jamais sentimos fadiga alguma.” (Alcorão 50:38) [O Alcorão diz ainda (no singular) que somente Allah criou o mundo (Alcorão 6:102). Sobre a quantidade de dias que ele teria levado para criar o mundo, o Alcorão também é contraditório: Diversos versículos dizem que ele criou tudo em seis dias (Alcorão 7:54; 10:3; 11:7; 32:4). Porém, outros dizem que foi em oito dias (Alcorão 41:9-12).]

Somos Nós que damos a vida e a morte, e a Nós será o retorno.” (Alcorão 50:43) [O Alcorão diz (no singular) que somente Allah dá a vida e a morte e somente a ele retornarão todas as almas (Alcorão 2:28 e 258; 3:156; 9:116; 57:2).]

Nós bem sabemos tudo quanto dizem, e tu não és o seu incitador. Admoesta, pois, mediante o Alcorão, a quem tema a Minha ameaça!” (Alcorão 50:45) [O Alcorão diz ainda (no singular) que só Allah sabe tudo (Alcorão 2:115; 5:109; 5:116; 35:38;6:103; etc.).]

Versículos que negam a Trindade e dizem que Allah é uno:

“Ó adeptos do Livro, não exagereis em vossa religião e não digais de Deus senão a verdade. O Messias, Jesus, filho de Maria, foi tão-somente um mensageiro de Deus e Seu Verbo, com o qual Ele agraciou Maria por intermédio do Seu Espírito. Crede, pois, em Deus e em Seus mensageiros e digais: Trindade! Abstende-vos disso, que será melhor para vós; sabei que Deus é Uno. Glorificado seja! Longe está a hipótese de ter tido um filho. A Ele pertence tudo quanto há nos céus e na terra, e Deus é mais do que suficiente Guardião.” (Alcorão 4:171)

“Vosso Deus e Um só. Não há mais divindade além d’Ele, o Clemente, o Misericordiosíssimo.” (Alcorão 2:163)

“São blasfemos aqueles que dizem: Deus é o Messias, filho de Maria. Dize-lhes: Quem possuiria o mínimo poder para impedir que Deus, assim querendo, aniquilasse o Messias, filho de Maria, sua mãe e todos os que estão na terra? Só a Deus pertence o reino dos céus e da terra, e tudo quanto há entre ambos. Ele cria o que Lhe apraz, porque é Onipotente.” (Alcorão 5:17)

“São blasfemos aqueles que dizem: Deus é um da Trindade!, portanto não existe divindade alguma além do Deus Único. Se não desistirem de tudo quanto afirmam, um doloroso castigo açoitará os incrédulos entre eles.” (Alcorão 5:73)

“Ele é Deus; não há mais divindade além d’Ele, Soberano, Augusto, Pacífico, Salvador, Zeloso, Poderoso, Compulsor, Supremo! Glorificado seja Deus, de tudo quanto (Lhe) associam!” (Alcorão 59:23)

“Tal é Deus, vosso Senhor! Não há mais divindade além d’Ele, Criador de tudo! Adorai-O, pois, porque é o Custódio de todas as coisas.” (Alcorão 6:102)


Reflitamos em algo que o próprio Alcorão diz:

“Não meditam, acaso, no Alcorão? Se fosse de outra origem, que não de Deus, haveria nele muitas discrepâncias.” (Alcorão 4:82)

Como acabamos de ver, no Alcorão há discrepâncias. Portanto, não é Palavra de Deus!